Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Qualquer Artista Marcial, ou Desportista, ou Lutador, depende em grande parte da sua condição física. Isso inclui tudo aquilo a que se chama trabalho invisível e que não é mais do que os cuidados que cada praticante tem consigo próprio e que lhe vão permitir ter melhores performances.

São exemplos do "trabalho  invisível os cuidados com a alimentação ou nutrição, o trabalho de prevenção de lesões (que inclui o trabalho de , elasticidade e flexibilidade), o repouso, e muitos outros cuidados a ter.

O trabalho de condicionamento físico é vital e deve, tanto quanto possível, ser levado ao limite máximo da especificação, ou seja, para cada praticante deve haver um plano específico de treino da condição física.

Isso significa que também existem diferenças muito claras no trabalho de condicionamento físico a ser desenvolvido por um homem ou por uma mulher.








Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:51

Tu vais a um bar, ou a uma festa e bebes uma cerveja.


Bebes a segunda cerveja, a terceira, e assim por diante.

O teu estômago manda uma mensagem pro teu cérebro dizendo "Atenção patrão, o tipo está a beber muitos líquidos, resolvam lá isso, temos excesso de líquidos!!!"

O teu estômago e o teu cérebro não distinguem que tipo de liquido está a ser ingerido, eles sabem apenas que é líquido.

Quando o cérebro recebe essa mensagem ele diz: "Caramba, o tipo está louco!!!"

E manda a seguinte mensagem para os rins "Oh amigos rins, filtrem o máximo de sangue que puderem, o homem está a beber demais, vamos deitar isto fora", ... e os rins começam a fazer horas-extra, filtram muito sangue e enchem rapidamente a bexiga.

Daí vem a primeira corrida ao WC. Se notares, esse 1º chichi tem uma cor normal, meio amarelado, porque, além de água, contém impurezas filtradas do sangue.

O rim aliviou a vidinha do estômago, mas tu continuas a beber e o estômago manda outra mensagem pro cérebro "Patrão, ele não pára, ajude-me!!!" E o cérebro manda outra mensagem aos rins: "Toca a mexer, despachem-se com esse trabalho aí em baixo na filtragem!!!"

Os rins filtram feitos loucos, só que, agora, o que eles filtram não é o álcool, eles mandam apenas ÁGUA para a bexiga. Apenas ÁGUA (o líquido mais precioso do corpo). É por isso que os "chichis" seguintes são transparentes, porque é água, SÓ ÁGUA!!! E quanto mais continuas a beber, mais o organismo deita água pra fora, e o teor de álcool no organismo aumenta, e tu ficas mais "bonitinho".

Chega a uma altura em que tu estás com o teor alcoólico tão alto que teu cérebro, chateado, desliga-te. Essa é a altura em que tu desmaias... adormeces... capotas... resumindo: essa é a hora em que o teu cú não tem dono!

O cérebro faz isso porque pensa "Bem, o tipo tá a fim de se matar, está a beber "veneno" sem parar, vou mas é desligar este louco para ele parar de beber, e depois expulsamos este álcool do corpo dele."

Enquanto estás lá, apagado (sem dono do cú), o cérebro dá a seguinte ordem ao sangue "Oh sangue, desliguei o tipo, agora temos que tirar este veneno do corpo dele. O plano é o seguinte, como estamos com o nível de água muito baixo, passa em todos os órgãos e retira a água deles, e assim temos água suficiente para a filtragem nos rins e conseguimos deitar todo este veneno fora".

O sangue é como se fosse o “moço de recados” do corpo. E como um bom “moço de recados” que é, ele obedece às ordens e começa a retirar água de todos os órgãos.

 

Como o cérebro é constituído de 75% de água, ele é o primeiro e o mais sacrificado com essa "ordem", e daí vêm as terríveis dores de cabeça da ressaca.

Sabemos que, naquela hora, niguém pensa nisso, mas quando forem beber, bebam de meia em meia hora um copo com água, porque conforme vão fazendo chichi, já repõem a água.

 

Sabias que…… tomar água com frequência maximiza o funcionamento dos orgãos do corpo humano?

  • 2 copos de água depois de acordar ajudam a ativar os órgãos internos.
  • 1 copo de água 30 minutos antes de comer ajuda na digestão.
  • 1 copo de água antes de tomar banho ajuda a baixar a pressão sanguínea.
  • 1 copo de água antes de ir dormir evita ataques do coração.




Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:17

No treino e na ciência desportiva, existem diversas escolas que definem de formas diferentes o que é ELASTICIDADE e FLEXIBILIDADE.
Uma escola menos recente defende que quando falamos de ELASTICIDADE, referimo-nos a esticar ou alongar os músculos, tendões e ligamentos tornando-os mais elásticos e quando se fala de FLEXIBILIDADE estamos a falar da capacidade de flectir as articulações.
Ou seja, o treino de ELASTICIDADE, segundo a teoria mais considerada, até finais dos anos 90 do século XX, pretende desenvolver a capacidade dos músculos, tendões e ligamentos esticarem mais e retonarem a sua forma anterior sem rotura. Na mesma teoria, o treino de FLEXIBILIDADE tenciona aumentar a capacidade de fletir as articulações.
Hoje em dia já não se considera que assim seja. A escola contemporânea baseia-se mais no conceito de ELASTICIDADE E FLEXIBILIDADE da Ciência Física, onde ELASTICIDADE tem a ver com a capacidade da matéria e dos corpos preservarem a sua forma original e FLEXIBILIDADE tem a ver com a capacidade que os materiais têm para se de formarem, ou melhor dizendo, tem a ver com a plasticidade dos materiais. Ora, há um limite no qual os materias deixam de recuperar a sua forma habitual e se deformam permanentemente. É nesse limite que reside a diferença no conceito atual de ELASTICIDADE e FLEXIBILIDADE na atividade física.
Resumindo poderá dizer-se que:
  • Se estamos a manter a forma do músculo levando-o ao limite em que ele, depois de esticado, recupera a mesma forma anterior, então falamos de desenvolver a capacidade elástica - ELASTICIDADE.
  • Se por outro lado, estamos a ir além do limite do alongamento em que o músculo preserva a forma anterior, ou seja, se estamos a transformar o músculo, treinando as suas fibras para se alongarem mais e permanecerem nesse novo estado, então falamos de FLEXIBILIDADE.
A forma de medir essa transformação é normalmente traduzida pela dor que se sente ao alongar. Se estamos a alongar no ponto em que começa a sentir-se desconforto, estamos a treinar ELASTICIDADE. A partir do momento em que o desconforto começa a transformar-se em dor e até ao limite suportável dessa dor, estamos a aumentar o nosso limite de alongamento deformando a estrutura muscular, logo, estamos a treinar FLEXIBILIDADE.
Dizendo ainda de outra forma ainda, na ELASTICIDADE trabalhamos com a capacidade dos nossos musculos alongarem e recolherem à sua forma normal sem alterar a sua estrutura fisica, ao passo que na FLEXIBILIDADE estamos a aumentar o limite de alongamento, estamos a transformar a estrutura física dos músculos.
Finalmente existe um outro fator que determina as capacidades de ELASTICIDADE E FLEXIBILIDADE dos nossos tecidos musculares. O TEMPO.
O tempo é fundamental para estas duas carateristicas, na medida em que tem uma correspondência direta nos resultados que se obtêm no treino da ELASTICIDADE E FLEXIBILIDADE.

COMPREENDA TUDO NESTES VÍDEOS

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:06


YI JIN JING Qi Gong - Nei Gong (QI GONG Interno)

por Kombat Lovers, em 08.06.13
YI JIN JING é um conjunto de exercicios de GI GONG que visam fortalecer a musculatura, tendões e ligamentos, melhorar a flexibilidade e ativar as funções dos orgão internos melhorando a funcionalidade do corpo humano em geral.
Não é possivel fazer uma tradução literal exata, mas, YI JIN JING, significa aproximadamente mudança dos musculos e dos tendões.
É uma forma de Qi Gong interno que visa fazer evoluir e manter a performance muscular, bem como a dos tendões e ligamentos.
Por afetar diretamente a parte física do praticante, é por vezes erradamente indicada como uma forma de Qi Gong Externo, mas não o é.
 
 

 

O YI JIN JING rege-se por 5 regras: a quietude, a lentidão, a extensão, a pausa e a flexibilidade.
A Quietude - Calmamente, permitir que a energia se desloque dentro do nosso corpo;
A Lentidão - Só é possivel atingir o máximo do alongamento muscular e a máxima flexibilidade articular com movimentos lentos e profundos;
A Extensão - Os movimentos devem atingir o limite máximo da capacidade do praticante, sem esforçar excessivamente e sem causar dor;
A Pausa - No limite do alongamento deve fazer-se uma pausa e manter essa posição;
A Flexibilidade - A mobilização de todas as partes do corpo permite a melhor circulação do sangue e da energia (QI ou CHI) irrigando e alimentando as articulações e aumentando a flexibilidade;
A estes 5 principios há que juntar a importante base da respiração suave e profunda que ajuda a manter a total descontração e relaxamento do praticante.
 

O YI JIN JING explicado ao pormenor por um mestre: 

 Saiba mais em:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:10


Fonte de energia - CHI ou GI - Energy Source

por Kombat Lovers, em 19.05.13

A palavra que pode ser pronunciada como "CHI" ou "GI", é mais a representação de uma forma de energia, do que uma denominação exacta de algo em concreto.

No entanto, literalmente CHI ou GI podem significar simultâneamente fluxo de energia, ar, gás, respiração, respirar, força vital. Em suma e resumindo, CHI ou GI é a designação de ENERGIA VITAL, ou seja, é mais que tudo a designação para o conceito de energia que dá vida a todos os seres vivos.

O CHI ou GI está enraizado em diversos conceitos espirituais e religiosos de diversas culturas. Os Ocidentais chamam-lhe ENERGIA VITAL, e é parte integrante do Taoismo, do Hinduismo e do Budismo, bem como da cultura Havaiana. O povo da Tribo Nigeriana Igbo chama-lhe também CHI, os Indios Norte Americanos chamam-lhe Manitou e na cultura e religião Judaicas é designado por Ruah.

CHI ou GI flui permanentemente, rodeia-nos, envolve-nos e pode ser extraido, preservado ou acumulado nos seres vivos. É que proporciona vida aos seres vivos, sendo essencial para a manutenção dessa vida e sobretudo à manutenção da saúde.

O ser humano,pode treinar-se e aperfeiçoar-se na utilização e aproveitamento do CHI ou GI sendo os especialistas chamados de Mestres ou Grandes Mestres.

 

 

 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:46


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D