Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Emin Boztepe - Wing Tsun

por Kombat Lovers, em 02.10.16

Alemão de origem Turca, EMIN BOZTEPE iniciou-se nas artes aos 14 anos, Treinou Taekwondo, um mix de Karate e Kung Fu Vietnamita, Judo, Escrima e apaixonou-se pelo WING TSUN, uma variante do WING CHUN desenvolvida por Leung Ting, um discipulo do grande Sifu Ip Man.

 

 

O Wing Tsun é hoje em dia talvez a versão mais consagrada do originário WING CHUN de Ip Man. Basicamente Leung Ting simplificou o sistema de ensino e com isso encurtou o tempo de aprendizagem, o que é uma vantagem importante para quem quer ensinar alguma coisa a Ocidentais.

 

 

 

 Acabou por criar a EBMAS EMIN BOZTEPE Martial Arts System e depois de muitos anos a viver na Alemanha e ensinando na Europa, mudou-se para os EUA e adoptou a cidadania Americana.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:43


Ficha técnica do WING CHUN Technical Details

por Kombat Lovers, em 22.04.13

Significado do nome WING CHUN - Sempre Primavera / Louvor à Primavera. É também o nome da heroína lendária - Yim Wing Chun - que deu origem ao aparecimento do sistema de luta/combate WING CHUN.

Nota importante: Wing Tsun ou WT como por vezes também é chamado, é uma variante do WING CHUN, desenvolvida por Leung Ting, um discípulo do "Sifu" Ip Man. Após a morte de Ip Man, Leung Ting decidiu criar uma estrutura de ensino menos tradicional, possivelmente numa tentativa de adaptar-se mais ao modelo de ensino Ocidental, para mais facilmente permitir a expansão Mundial do WING CHUN.

Definição Técnica - SISTEMA DE COMBATE a Curta Distância

Origem - China

Origem Técnica - Todas as Artes Marciais Chinesas praticadas pelos monges nos templos Shaolin Siu Lam

Fundação Moderna - 1967 com a abertura da Hong Kong WING CHUN Athletic Association

Fundador - Ip Man também conhecido por Ip Kay Man

Lenda - Cada vez menos aceite, a versão lendária da história do WING CHUN conta que uma monja Ng Mui, estudiosa das Artes Marciais desenvolveu e passou o seu conhecimento das artes marciais a uma discípula chamada Yim Wing Chun, que, por sua vez, o foi repassando a outros praticantes.

Uma outra versão mais recente diz que essa mesma monja Ng Mui, sobrevivente dos massacres Manchus aos templos Budistas Shaolin Siu Lam, não foi a criadora, mas era guardiã dos segredos de um sistema de combate, muito eficaz e fácil de aprender, desenvolvido pelos monges de Shaolin. Mas, mesmo esta versão, continua também dizendo que o testemunho foi passado a Yim Wing Chun.

Continuando, ambas as versões, dizem que Yim Wing Chun foi uma excelente aluna e rapidamente aprendeu o SISTEMA e mais tarde ensinou-o a outros alunos que o repassaram até aos nossos dias. 

Existem pois diversas versões, não fundamentadas ou documentadas, da história do WING CHUN, não havendo consenso sobre qual das versões é mais próxima da verdade.

As diversas versões vão colocando o aparecimento do WING CHUN em diferentes datas, existindo relatos que dizem que terá sido antes do fim do primeiro milénio. Outras versões dizem que terá sido em meados do século XIII, e outras ainda falam em meados do século XIX.

Em praticamente todas as versões existem referências a uma forte ligação dos primeiros praticantes às atividades da Companhia de Opera do Barco Vermelho, indiciando por vezes que essa Companhia promovia algumas atividades ilicitas.

Supostamente terão sido dois mestres dessa Companhia de Ópera, um homem e uma mulher, que terão passado a arte ao primeiro Sifu da linhagem de Ip Man de que há registo confirmado, de seu nome Leung Jang.

História - Assim, pode apenas considerar-se a história recente do WING CHUN, que começa com a linhagem de Sifus de Ip Man, cujo registo mais antigo é o de Leung Jang que aprendeu e ensinava WING CHUN na cidade de Foshan.

Os conhecimentos de WING CHUN de Ip Man foram-lhe ensinados por Shan Wha Shun, que era empregado do pai de Ip Man. Shan Wha Shun, era já idoso e servia-se por isso da ajuda de outro seu discípulo Ng Chung Sok para ensinar Ip Man. Aos  16 anos, logo após a morte de Shan Wha Shun,  Ip Man foi viver e estudar para Hong Kong e ali encontrou outro Sifu, Leung Bik. Estudou com Leung Jang até aos 24 anos, idade com que regressou a Foshan. Em Foshan Ip man começou a trabalhar como Polícia e a ensinar WING CHUN.

Em 1949, aos 56 anos, com a implantação do Comunismo em todo o território Continental Chinês, Ip Man, dicidente do regime Comunista, decidiu refugiar-se em Hong Kong.

Exilado em Hong Kong, sem rendimentos e à beira da pobreza Ip Man, cujos feitos policiais eram conhecidos, por necessidade, decidiu abandonar a tradição de só ensinar a um grupo restrito de alunos escolhidos e em 1950 começou a ensinar WING CHUN cobrando uma mensalidade para sobreviver.

Começou por ensinar nua sala do Sindicato dos trabalhadores da Restauração. Dois anos mais tarde Ip Man decidiu abrir a sua própria escola e alugou um espaço em Yaumatei - Kowloon. Foi dessa escola que, em 1967 veio a nascer a Hong Kong WING CHUN Athletic Association e dali sairam os alunos que depois espalharam o WING CHUN por todo o Mundo.

E assim começa a história recente do WING CHUN com as Escolas de Ip Man (Wing Chun), Leung Ting (Wing Tsun - WT) e Bruce Lee (Jeet Kune Do) a trazerem o WING CHUN, via Hong Kong, para o Ocidente.

Principio/Conceito - Ao invés de apoiar-se em técnicas, o conceito do SISTEMA DE COMBATE WING CHUN baseia-se na utilização de principios que ao serem seguidos permitem ao praticante anular quase instintivamente as ameaças que lhe vão sendo impostas pelo adversário. Partindo do principio de que podemos não ter tempo para pensar antes que o ataque do adversário já nos esteja a atingir, então devemos preparar-nos para ter uma postura que instintivamente nos protege e garante um contra ataque rápido.

É um SISTEMA de combate que não impõe a necessidade do praticante ter capacidades fisicas extraordinárias. Antes pelo contrário, o SISTEMA considera-se mais eficaz por permitir ao praticante adaptar o SISTEMA DE COMBATE à sua própria estrutura e capacidades físicas.

Grandes Mestres e Referências: Keith Kernspecht (GER); Wong shun Leung (CHN); David Peterson ( ); Emin Boztep (TUR);

Livro referência - Complete WING CHUN: The Defenitive Guide to WING CHUN's History an Traditions (Robert Chu; Rene Ritchie; Y. Wu)

 

 

 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:24


Sistema de Combate - WING CHUN - Combat System

por Kombat Lovers, em 16.04.13

WING CHUN, é uma das mais potentes formas de luta Chinesas.

Reza a lenda que uma mulher que aprendera diversas formas de luta refugiou-se num mosteiro e ali desenvolveu esta forma a que os praticantes não gostam de chamar Arte Marcial, nem Luta, mas sim SISTEMA. Um SISTEMA de Combate a Curta Distância.

 

 

 

 

Bruce Lee, teve a origem da sua aprendizagem no WING CHUN, tendo depois derivado e desenvolvido o seu próprio estilo o Jeet kune Do. Alguns experts chegam a dizer que o Jeet Kune Do não é mais do que uma adaptação comercial do WING CHUN. Algo como uma "marca", à qual Bruce Lee juntou o Marketing necessário para ser vendável no Mundo Ocidental. SE assim foi, foi uma estratégia inteligente, de um asiático muito inteligente.

Bruce Lee foi um dos primeiros grandes magos das artes marciais da Era moderna. Na década de sessenta, Bruce Lee previu e antecipou o sucesso que as artes marciais iam ter no Mundo Ocidental e percebeu que era necessário adaptá-las para poderem ser mais facilmente aceites no Ocidente. E criou um sistema com esse objetivo, o Jeet Kune Do.

Pouco depois da morte de Yp Man (mentor da fundação moderna do WING CHUN), um dos seus discípulos preferidos e mais reputados, Leung Ting, criou uma outra variante do WING CHUN, à qual chamou "WING TSUN" e que é hoje em dia talvez a versão mais consagrada do originário WING CHUN. Basicamente Leung Ting simplificou o sistema de ensino e com isso encurtou o tempo de aprendizagem, o que é uma vantagem importante para quem quer ensinar alguma coisa a Ocidentais.

Hoje em dia já se assiste-se a uma tentativa de remodelar e adaptar o SISTEMA WING TSUN, como por exemplo a renovação proposta pelo Sifu Gutiérrez, com o WING REVOLUTION.

 

 

 
Mas a mudança não vem de agora, Keith Kernspecht já propunha a Blitz Defence há 30 anos atrás, ou seja, o SISTEMA WING CHUN está vivo e em estado de constante adaptação à realidade atual.
 

 Argumentos para preferir o WING CHUN

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:03


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D